Ligue-nos

SOLICITE UM

CONHEÇA AS ESPÉCIES DE TILÁPIAS MAIS CULTIVADAS NO BRASIL

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

                A Tilápia é um peixe ovíparo de origem africana, que possui cerca de 70 espécies e subespécies distribuídas em 4 gêneros: Oreochromis, Sarotherodon, Petrotilapia e Tilapia. Possui alto potencial econômico, pois quando encontra condições ideais em cativeiro, com equilíbrio, controle ambiental e nutricional, possui crescimento rápido e de baixo custo.

                Atualmente, a Tilápia lidera a produção aquícola no Brasil, pois são vários os fatores que contribuem para o sucesso desse cultivo. Entre eles:   

               

  •  Clima favorável;
  •  Facilidade de criação;
  •  Rusticidade das espécies;
  •  Alta demanda no mercado de seus produtos.

               

Apesar da grande variedade de espécies, apenas 4 despertam o interesse dos pesquisadores, piscicultores e empresários no Brasil: As Tilápias do Nilo, Moçambique, Azul, e de Zanzibar. O motivo do apelo por essas espécies é que todas possuem as mesmas características zootécnicas, que são ideais para o cultivo em cativeiro. São elas:

               

Ciclo de vida: Ovo > Embrião > Larva > Alevino > Juvenil > Adulto.

Longevidade: Vive em média 10 anos.

Dimorfismo sexual: Os Machos são maiores que as fêmeas.

Alimentação (Na Natureza): Onívora, com tendência herbívora.

Juvenis: Alimentam-se de plâncton.

Adultos: Alimentam-se de plantas, algas, insetos, crustáceos, sementes, frutos e raízes.

Alimentação (Em cativeiro): Especialmente ração, conforme o estágio de vida.

Sistemas de Criação: Pode adaptar-se bem aos cultivosextensivos, semi-intensivos, intensivos e superintensivo.

Condições ideias da água (Em média):

Temperatura: 27º a 32º C.

PH: 7.0 a 8.5.

Salinidade: 15 a 30 ppt.

Oxigênio: Acima de 4,5 mg/l.

Reprodução (Natural): 6 a 8 desovas por ano.

Reprodução (Artificial): Em laboratórios de reprodução, conforme a necessidade e demanda do mercado;

Conversão alimentar: 1.3 kg de ração / para 1 kg de tilápia;

Despesca comercial: 500 a 800 gramas após 6-8 meses de cultivo (dependendo da espécie).

               

TILÁPIA DO NILO

Nome científico: Oreochromis niloticus.

Características morfológicas:Possui listras verticais escuras em sua lateral e sua coloração é verde-prateada no corpo todo.

                A Tilápia do Nilo é uma das espécies mais cultivadas no mundo, devido ao seu rápido crescimento e carne saborosa, com baixas calorias e poucos espinhos, tendo ótima aceitação no mercado consumidor. A maturidade sexual dessa espécie de tilápia varia de 4 a 5 meses em média, e sua tolerância à alta salinidade da água e a variações de temperatura é moderada. São originárias do Rio Nilo, no Egito.

               

TILÁPIA DE MOÇAMBIQUE

Nome científico: Oreochromis mossambicus.

Características morfológicas: Possui leves listras escuras verticais na lateral. Sua coloração é azul-acinzentada no corpo e branca no ventre.

                Essa espécie tem sua origem em Moçambique, no sul da África. Sua principal qualidade é a capacidade de adaptação à alta salinidade. Seu tempo de maturação sexual é de 3 meses, o menor entre as espécies mais comuns no Brasil.

               

TILÁPIA AZUL OU ÁUREA

Nome científico: Oreochromis aureus.

Características morfológicas:Possui leves listras escuras verticais na lateral. Sua coloração é azul-acinzentada no corpo e branca no ventre.

                A Tilápia Azul possui semelhanças visuais com a Tilápia do Nilo e de Moçambique, porém costuma atingir um crescimento muito alto, sendo fisicamente maior que essas espécies. Outra vantagem do cultivo dessa espécie é a alta capacidade de adaptação, podendo tolerar bem temperaturas mais baixas e águas altamente salinizadas. Possui um tempo de maturação sexual de 4 meses.

               

TILÁPIA DE ZANZIBAR

Nome científico: Oreochromis urolepis hornorum.

Características morfológicas: Os machos podem apresentar a coloração quase negra. Suas nadadeiras dorsais apresentam leves tons de vermelho, laranja ou rosa.

                Essa espécie tem sua origem em Zanzibar, região na costa oriental da África e sendo fisicamente, a espécie mais diferente das demais. Possui maior resistência à salinidade da água, porém não seja tão propícia a viver em temperaturas mais baixas, quando comparada à Tilápia do Nilo. A maturação sexual das Tilápias de Zanzibar é de 3 a 4 meses.

                Estas são as espécies de Tilápias mais cultivadas no Brasil, devido as várias características semelhantes e, ao mesmo tempo, particularidades entre as espécies. Tais características tornam a criação de tilápias um negócio promissor e rentável.

               

FONTES: https://blog.mfrural.com.br/especies-de-tilapias-criadas-no-brasil/

http://cptstatic.s3.amazonaws.com/pdf/cpt/piscicultura/tilapias-cursos-cpt.pdf

https://animalbusiness.com.br/producao-animal/criacao-animal/tilapia-o-segundo-peixe-mais-consumido-do-mundo/

Máquinas e Equipamentos para Aquicultura e Agricultura - Weemac

© 2021. Weemac - Aeradores para Piscicultura, Alimentadores, Esteira para Despesca

Compra online