Ligue-nos

SOLICITE UM

A AUTOMAÇÃO DA ALIMENTAÇÃO NO CULTIVO DE PEIXES

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

                Devido as suas características inerentes, o Brasil apresenta grandes perspectivas de crescimento econômico para a produção de peixes. Apesar disso, ainda existem vários desafios para a expansão da aquicultura brasileira, sendo necessário competir com as demais opções de carnes e proteínas presentes no mercado e oferecer produtos de alta qualidade com preços competitivos.

                Levando em consideração que as despesas relacionadas a nutrição representam mais de 70% dos custos operacionais, a precisão é fundamental para o sucesso de uma criação. Pensando nisso, vários produtores brasileiros estão optando pela automação da alimentação em seus cultivos, prática comum em países com pisciculturas modernas, com o objetivo de aumentar a eficiência e reduzir os custos produtivos.

                A automação é um sistema em que os processos operacionais, antes realizados por mãos humanas, passam a ser controlados e executados por máquinas e programas. Esse processo tecnológico tem como objetivo trazer desenvolvimento econômico, social e sustentabilidade aos setores. Neste contexto, a piscicultura pode se beneficiar da automação, otimizando o processo de alimentação de peixes em tanques artificiais.

OS RISCOS DA ALIMENTAÇÃO MANUAL

                Atualmente, a maioria dos produtores de peixes brasileiros realiza a alimentação de maneira manual em seus cultivos. Com o lançamento da ração em pontos específicos e em intervalos pré-definidos, os peixes maiores acabam dominando a área de alimentação e impedem que os peixes menores recebam a ração necessária.

                Além disso, o consumo de ração pelos peixes depende de diversos fatores, como:

  • Estágio do cultivo;
  • Densidade de peixes por metro quadrado;
  • Espécie e sexo da espécie produzida;
  • Qualidade da ração;
  • Temperatura e oxigênio na água;
  • Outras fontes de alimento (Zooplâncton e Fitoplâncton).

                Esses parâmetros, quando não observados, reduzem a produtividade do tanque, geram prejuízos aos produtores e podem levar ao fracasso de uma criação.

OS BENEFÍCIOS DA ALIMENTAÇÃO AUTOMATIZADA

                A precisão no fornecimento de ração é um fator muito importante, pois os animais precisam consumir rapidamente o alimento, que ao entrar em contato com a água começa a se dissolver, perdendo nutrientes importantes para a saúde e crescimento dos peixes.

                Com o uso de Alimentadores Automáticos, é possível controlar a quantidade de ração lançada no tanque de acordo com a fase de desenvolvimento dos peixes, a presença ou a ausência de ração, a temperatura da água, e diversos outros fatores. Dessa forma, possibilitam um crescimento mais adequado e economia no processo de alimentação.

                As principais vantagens do uso de alimentadores automáticos na Aquicultura são:

  • Disponibilidade de ração para os peixes durante 24 horas por dia;
  • Custo reduzido com mão de obra e tempo para alimentação;
  • Melhora significativa na conversão alimentar,
  • Fornecimento de ração ajustado conforme os parâmetros químicos e físicos da água, reduzindo a sobra de ração, os impactos ambientais do cultivo e melhorando a qualidade da água;
  • Crescimento mais uniforme e homogêneo dos peixes;

                Com a utilização da tecnologia nos cultivos é possível programar horários para o acionamento de maneira automática e aumentar a frequência alimentar. Dessa forma, realizam a distribuição fracionada da ração em vários ciclos durante o dia. Uma frequência de alimentação adequada provoca uma menor variação no tamanho dos peixes, diminuindo perdas com a classificação dos animais.

                Pesquisas apontam que a frequência adequada de alimentação nos cultivos resulta em um crescimento maior e mais rápido dos peixes, e em uma economia de até 360 quilos de ração por tonelada produzida. Também proporciona uma redução no impacto ambiental da atividade, diminuindo os desperdícios de ração e aumentando a lucratividade do processo. Além disso, o uso de alimentadores automáticos possibilita distribuir melhor o alimento pelo tanque, fornecendo alimento inclusive no período noturno, fator determinante no aproveitamento das rações e no desempenho produtivo de várias espécies.

                Diante disso, conclui-se que a automação do fornecimento de alimentos será o próximo passo para a modernização das pisciculturas brasileiras, que buscam a redução nos custos e competitividade no mercado. Afinal, com excelente custo-benefício e investimentos baixos, o uso dessa tecnologia proporciona ao produtor diminuir os seus custos e ciclos produtivos, além de aumentar a sua produção, a qualidade na sua criação e a lucratividade do seu sistema.

FONTES: https://nuter.com.br/automacao-na-piscicultura-sera-esse-o-futuro-da-producao-de-peixes/#:~:text=Por%20meio%20de%20processos%20de,com%20aux%C3%ADlio%20de%20%E2%80%9Ctimers%E2%80%9D.https://www.nutritime.com.br/arquivos_internos/artigos/Artigo_422.pdf

Máquinas e Equipamentos para Aquicultura e Agricultura - Weemac

© 2021. Weemac - Aeradores para Piscicultura, Alimentadores, Esteira para Despesca

Compra online